MINISTÉRIO
VIDA EVANGÉLICA
LEITURA BIBLICA DIÁRIA
TEMAS INTERESSANTES JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZMBRO
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
BEM VINDO AO LEITURA BÍBLICA DIÁRIA

ORE POR ESTE MINISTÉRIO

TUDO QUANTO FIZERDES FAZEI COMO PARA O SENHOR

MEDITAÇÃO DIÁRIA


Evangelismo Pessoal Pela Internet. Contribua: Maxwell Alves Ag 0176-7 C/C 7105750-1. Obrigado!


Versão João F. Almeida Revista e Atualizada
Leitura referente 04 de janeiro
PROVÉRBIOS 1:20-23
20. Grita na rua a Sabedoria, nas praças, levanta a voz;
21. do alto dos muros clama, à entrada das portas e nas cidades profere as suas palavras:
22. Até quando, ó néscios, amareis a necedade? E vós, escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós, loucos, aborrecereis o conhecimento?
23. Atentai para a minha repreensão; eis que derramarei copiosamente para vós outros o meu espírito e vos farei saber as minhas palavras.

SALMO 4:1-8
1. Responde-me quando clamo, ó Deus da minha justiça; na angústia, me tens aliviado; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração.
2. Ó homens, até quando tornareis a minha glória em vexame, e amareis a vaidade, e buscareis a mentira?
3. Sabei, porém, que o SENHOR distingue para si o piedoso; o SENHOR me ouve quando eu clamo por ele.
4. Irai-vos e não pequeis; consultai no travesseiro o coração e sossegai.
5. Oferecei sacrifícios de justiça e confiai no SENHOR.
6. Há muitos que dizem: Quem nos dará a conhecer o bem? SENHOR, levanta sobre nós a luz do teu rosto.
7. Mais alegria me puseste no coração do que a alegria deles, quando lhes há fartura de cereal e de vinho.
8. Em paz me deito e logo pego no sono, porque, SENHOR, só tu me fazes repousar seguro.

MATEUS 4:12-25
12. Ouvindo, porém, Jesus que João fora preso, retirou-se para a Galiléia;
13. e, deixando Nazaré, foi morar em Cafarnaum, situada à beira-mar, nos confins de Zebulom e Naftali;
14. para que se cumprisse o que fora dito por intermédio do profeta Isaías:
15. Terra de Zebulom, terra de Naftali, caminho do mar, além do Jordão, Galiléia dos gentios!
16. O povo que jazia em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região e sombra da morte resplandeceu-lhes a luz.
17. Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.
18. Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores.
19. E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.
20. Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram.
21. Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os.
22. Então, eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, o seguiram.
23. Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo.
24. E a sua fama correu por toda a Síria; trouxeram-lhe, então, todos os doentes, acometidos de várias enfermidades e tormentos: endemoninhados, lunáticos e paralíticos. E ele os curou.
25. E da Galiléia, Decápolis, Jerusalém, Judéia e dalém do Jordão numerosas multidões o seguiam.


GÊNESIS 8:1-22
1. Lembrou-se Deus de Noé e de todos os animais selváticos e de todos os animais domésticos que com ele estavam na arca; Deus fez soprar um vento sobre a terra, e baixaram as águas.
2. Fecharam-se as fontes do abismo e também as comportas dos céus, e a copiosa chuva dos céus se deteve.
3. As águas iam-se escoando continuamente de sobre a terra e minguaram ao cabo de cento e cinqüenta dias.
4. No dia dezessete do sétimo mês, a arca repousou sobre as montanhas de Ararate.
5. E as águas foram minguando até ao décimo mês, em cujo primeiro dia apareceram os cimos dos montes.
6. Ao cabo de quarenta dias, abriu Noé a janela que fizera na arca
7. e soltou um corvo, o qual, tendo saído, ia e voltava, até que se secaram as águas de sobre a terra.
8. Depois, soltou uma pomba para ver se as águas teriam já minguado da superfície da terra;
9. mas a pomba, não achando onde pousar o pé, tornou a ele para a arca; porque as águas cobriam ainda a terra. Noé, estendendo a mão, tomou-a e a recolheu consigo na arca.
10. Esperou ainda outros sete dias e de novo soltou a pomba fora da arca.
11. À tarde, ela voltou a ele; trazia no bico uma folha nova de oliveira; assim entendeu Noé que as águas tinham minguado de sobre a terra.
12. Então, esperou ainda mais sete dias e soltou a pomba; ela, porém, já não tornou a ele.
13. Sucedeu que, no primeiro dia do primeiro mês, do ano seiscentos e um, as águas se secaram de sobre a terra. Então, Noé removeu a cobertura da arca e olhou, e eis que o solo estava enxuto.
14. E, aos vinte e sete dias do segundo mês, a terra estava seca.
15. Então, disse Deus a Noé:
16. Sai da arca, e, contigo, tua mulher, e teus filhos, e as mulheres de teus filhos.
17. Os animais que estão contigo, de toda carne, tanto aves como gado, e todo réptil que rasteja sobre a terra, faze sair a todos, para que povoem a terra, sejam fecundos e nela se multipliquem.
18. Saiu, pois, Noé, com seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos.
19. E também saíram da arca todos os animais, todos os répteis, todas as aves e tudo o que se move sobre a terra, segundo as suas famílias.
20. Levantou Noé um altar ao SENHOR e, tomando de animais limpos e de aves limpas, ofereceu holocaustos sobre o altar.
21. E o SENHOR aspirou o suave cheiro e disse consigo mesmo: Não tornarei a amaldiçoar a terra por causa do homem, porque é mau o desígnio íntimo do homem desde a sua mocidade; nem tornarei a ferir todo vivente, como fiz.
22. Enquanto durar a terra, não deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.

GÊNESIS 9:1-29
1. Abençoou Deus a Noé e a seus filhos e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra.
2. Pavor e medo de vós virão sobre todos os animais da terra e sobre todas as aves dos céus; tudo o que se move sobre a terra e todos os peixes do mar nas vossas mãos serão entregues.
3. Tudo o que se move e vive ser-vos-á para alimento; como vos dei a erva verde, tudo vos dou agora.
4. Carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis.
5. Certamente, requererei o vosso sangue, o sangue da vossa vida; de todo animal o requererei, como também da mão do homem, sim, da mão do próximo de cada um requererei a vida do homem.
6. Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu; porque Deus fez o homem segundo a sua imagem.
7. Mas sede fecundos e multiplicai-vos; povoai a terra e multiplicai-vos nela.
8. Disse também Deus a Noé e a seus filhos:
9. Eis que estabeleço a minha aliança convosco, e com a vossa descendência,
10. e com todos os seres viventes que estão convosco: tanto as aves, os animais domésticos e os animais selváticos que saíram da arca como todos os animais da terra.
11. Estabeleço a minha aliança convosco: não será mais destruída toda carne por águas de dilúvio, nem mais haverá dilúvio para destruir a terra.
12. Disse Deus: Este é o sinal da minha aliança que faço entre mim e vós e entre todos os seres viventes que estão convosco, para perpétuas gerações:
13. porei nas nuvens o meu arco; será por sinal da aliança entre mim e a terra.
14. Sucederá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, e nelas aparecer o arco,
15. então, me lembrarei da minha aliança, firmada entre mim e vós e todos os seres viventes de toda carne; e as águas não mais se tornarão em dilúvio para destruir toda carne.
16. O arco estará nas nuvens; vê-lo-ei e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres viventes de toda carne que há sobre a terra.
17. Disse Deus a Noé: Este é o sinal da aliança estabelecida entre mim e toda carne sobre a terra.
18. Os filhos de Noé, que saíram da arca, foram Sem, Cam e Jafé; Cam é o pai de Canaã.
19. São eles os três filhos de Noé; e deles se povoou toda a terra.
20. Sendo Noé lavrador, passou a plantar uma vinha.
21. Bebendo do vinho, embriagou-se e se pôs nu dentro de sua tenda.
22. Cam, pai de Canaã, vendo a nudez do pai, fê-lo saber, fora, a seus dois irmãos.
23. Então, Sem e Jafé tomaram uma capa, puseram-na sobre os próprios ombros de ambos e, andando de costas, rostos desviados, cobriram a nudez do pai, sem que a vissem.
24. Despertando Noé do seu vinho, soube o que lhe fizera o filho mais moço
25. e disse: Maldito seja Canaã; seja servo dos servos a seus irmãos.
26. E ajuntou: Bendito seja o SENHOR, Deus de Sem; e Canaã lhe seja servo.
27. Engrandeça Deus a Jafé, e habite ele nas tendas de Sem; e Canaã lhe seja servo.
28. Noé, passado o dilúvio, viveu ainda trezentos e cinqüenta anos.
29. Todos os dias de Noé foram novecentos e cinqüenta anos; e morreu.

GÊNESIS 10:1-32
1. São estas as gerações dos filhos de Noé, Sem, Cam e Jafé; e nasceram-lhes filhos depois do dilúvio.
2. Os filhos de Jafé são: Gomer, Magogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e Tiras.
3. Os filhos de Gomer são: Asquenaz, Rifate e Togarma.
4. Os de Javã são: Elisá, Társis, Quitim e Dodanim.
5. Estes repartiram entre si as ilhas das nações nas suas terras, cada qual segundo a sua língua, segundo as suas famílias, em suas nações.
6. Os filhos de Cam: Cuxe, Mizraim, Pute e Canaã.
7. Os filhos de Cuxe: Sebá, Havilá, Sabtá, Raamá e Sabtecá; e os filhos de Raamá: Sabá e Dedã.
8. Cuxe gerou a Ninrode, o qual começou a ser poderoso na terra.
9. Foi valente caçador diante do SENHOR; daí dizer-se: Como Ninrode, poderoso caçador diante do SENHOR.
10. O princípio do seu reino foi Babel, Ereque, Acade e Calné, na terra de Sinar.
11. Daquela terra saiu ele para a Assíria e edificou Nínive, Reobote-Ir e Calá.
12. E, entre Nínive e Calá, a grande cidade de Resém.
13. Mizraim gerou a Ludim, a Anamim, a Leabim, a Naftuim,
14. a Patrusim, a Casluim (donde saíram os filisteus) e a Caftorim.
15. Canaã gerou a Sidom, seu primogênito, e a Hete,
16. e aos jebuseus, aos amorreus, aos girgaseus,
17. aos heveus, aos arqueus, aos sineus,
18. aos arvadeus, aos zemareus e aos hamateus; e depois se espalharam as famílias dos cananeus.
19. E o limite dos cananeus foi desde Sidom, indo para Gerar, até Gaza, indo para Sodoma, Gomorra, Admá e Zeboim, até Lasa.
20. São estes os filhos de Cam, segundo as suas famílias, segundo as suas línguas, em suas terras, em suas nações.
21. A Sem, que foi pai de todos os filhos de Héber e irmão mais velho de Jafé, também lhe nasceram filhos.
22. Os filhos de Sem são: Elão, Assur, Arfaxade, Lude e Arã.
23. Os filhos de Arã: Uz, Hul, Geter e Más.
24. Arfaxade gerou a Salá; Salá gerou a Héber.
25. A Héber nasceram dois filhos: um teve por nome Pelegue, porquanto em seus dias se repartiu a terra; e o nome de seu irmão foi Joctã.
26. Joctã gerou a Almodá, a Selefe, a Hazar-Mavé, a Jerá,
27. a Hadorão, a Uzal, a Dicla,
28. a Obal, a Abimael, a Sabá,
29. a Ofir, a Havilá e a Jobabe; todos estes foram filhos de Joctã.
30. E habitaram desde Messa, indo para Sefar, montanha do Oriente.
31. São estes os filhos de Sem, segundo as suas famílias, segundo as suas línguas, em suas terras, em suas nações.
32. São estas as famílias dos filhos de Noé, segundo as suas gerações, nas suas nações; e destes foram disseminadas as nações na terra, depois do dilúvio.

004 - Deus velará por ti


Não desanimes, Deus proverá;
Deus velará por ti;
Sob Suas asas te acolherá;
Deus velará por ti.

coro

Deus cuidará de ti
No teu viver, no teu sofrer;
Seu olhar te acompanhará;
Deus velará por ti.

Se o coração palpitar de dor,
Deus velará por ti;
Tu já provaste Seu terno amor.
Deus velará por ti.

Nos desalentos, nas provações,
Deus velará por ti;
Lembra-te dEle nas tentações;
Deus velará por ti.

Tudo o que pedes, Ele fará;
Deus velará por ti;
E o que precisas, não negará.
Deus velará por ti.

Como estiveres, não temas, vem!
Deus velará por ti;
Ele te entende e te ama bem!
Deus velará por ti.


Harpa cristã - 04- Deus Velará Por Ti
C Não desanimes, Deus proverá; F C Deus velará por ti; C Sob Suas asas te acolherá; F C Deus velará por ti.
F C Deus cuidará de ti F C No teu viver, no teu sofrer; C F Seu olhar te acompanhará; C F Deus velará por ti.
C Se o coração palpitar de dor, F C Deus vetará por ti; C Tu já provaste Seu terno amor. F C Deus velará por ti. C Nos desalentos, nas provações, F C Deus velará por ti; C Lembra-te dEle nas tentações; F C Deus velará por ti. C Tudo o que pedes, Ele fará; F C Deus vetará por ti; C E o que precisas, não negará. F C Deus velará por ti. C Como estiveres, não temas, vem! F C Deus velará por ti; C Ele te entende e te ama bem! F C Deus velará por ti.